ACESSO À PÁGINA DE ENTRADA DO SITE! Brasil... Meu Brasil brasileiro... NPD Sempre com você... QUE DEUS NOS ABENÇOE!
NETSERV - HOSPEDAGEM PROFISSIONAL DE ALTO NÍVEL
AME SUA PÁTRIA!
Voltar para Home Contato Mapa do Site Volta página anterior Avança uma página Encerra Visita

NADA PODE DETER O BRASIL, O BRASIL SOMOS NÓS!

 
Guia de Compras e Serviços

ESPECIAL DO DIA DAS MÃES


Agradeço de coração a vida que recebi de Deus através de minha mãe, Lázara.
Mãe, muito obrigado por me amar tanto!
Que Deus a abençoe!

Resgatando um pouco do romantismo que embalou minha infância e adolescência, coloquei como música de fundo aquela canção - Mãezinha Querida - que muito me fez chorar de emoção em todos os Dias das Mães da época mais inocente e feliz de minha vida! A cada presente, a cada abraço e beijo de agradecimento que dei em minha mãe, a letra dessa música falava tudo que eu sentia e até hoje fico emocionado ao ouví-la!

A gente cresce e por nossa escolha vamos morar longe dela e quando a saudade aperta é só voltar para casa que lá está ela, com os olhos marejados de amor e carinho, para nos dar aquele abraço, aquele amor e aquele aconchego que só uma mãe pode dar... Só quando a sabedoria chega com a idade é que reconhecemos o quanto perdemos em busca da felicidade, sem saber que já eramos felizes...

À minha mãe e a todas as mães do mundo dedico esta página!
Dermeval P Neves

MENSAGENS NESTA PÁGINA:

MÃEZINHA QUERIDA - Música
MÃE EU TE BENDIGO! - Carlos Roberto
MÃE DAS MÃES - Iara Melo
ADMIRÁVEIS MÃES NOSSAS - Iara Melo
ELAS... - Tom Coelho

MAMÃE, MAMÃE... - Música

MÃES MÁS E PERVERSAS...
VOU ME DEITAR...
RETRATO DE MÃE...
OBRIGADO SENHOR!
DE UMBIGO A UMBIGUINHO!


Por mais que o filho seja rebelde e que o mundo inteiro
lhe de as costas, ele pode estar seguro de que sua
mãe sempre estará de braços abertos para lhe acolher,
consolar e apoiar em tudo que precisar. Por este grande
amor as mães não merecem presentes, elas merecem ser eternas!
O maior presente que a mãe sonha sempre:
Ouvir quatro simples palavras: Mamãe, eu te amo!...

MÃEZINHA QUERIDA

Letra da música de fundo para aqueles que já esqueceram ou ainda não conhecem...

Música de Getúlio Macedo e Lourival Faissal
Interpretada por Agnaldo Timoteo e Angela Maria

Minha mãezinha querida...
Mãezinha do coração.
Te adorarei toda vida,
Com grande devoção...
É tua esta valsinha,
Foste a inspiração.
Canto, querida Mãezinha,
A tua canção...

Alegria... um prazer...
Uma grande emoção...
Neste dia te dizer
com muito amor e afeição.
Oh, minha Mãe,
Minha santa, querida...
És o tesouro que eu tenho na vida...
Eu te ofereço esta linda canção...

MÃEZINHA DO CORAÇÃO...

Conheça a história do autor e como surgiu essa música em
http://www.velhosamigos.com.br/Foco/getuliomacedo.htm

MÃE, EU TE BENDIGO!

Mãe humilde e mãe rica,
Mãe preta e mãe branca,
Mãe do presidente e mãe do faxineiro,
Mãe dos fracassados e dos bem sucedidos!

Eu te bendigo,
Mãe lavadeira que trabalha dia-a-dia;
para que teus filhos possam comer, estudar e viver!

Eu te bendigo,
Mãe que foste abandonada por teu marido
e que agora tens somente o tesouro
de teus filhos que sairam do teu seio!

Eu te bendigo,
Mãe dos filhos assassinos,
de filhos que estão nas prisões,
que trilham pelo caminho do vício e da perdição,
porque tua cruz é enorme!

Vida e seca de Orlando MattosEu te bendigo mãe,
porque vives intuindo,
prevendo,
antecipando em teu coração
aquilo que vai acontecer a teus filhos
mesmo que eles disto não tenham consciência!

Eu te bendigo,
Mulher que queria ser mãe,
que alimentaste em teu seio
a vida de teus filhos
que nunca chegaram a ver a luz do dia!

Eu te bendigo mãe,
porque somente tu sabes amar,
somente tu compreendes
o que significa dar a vida pelos que se ama.

Eu te bendigo,
Mãe que tens um filho incompreendido,
injustiçado, perseguido, marginalizado,
porque tu és uma cópia
da mãe do meu Senhor Jesus!

Eu te bendigo,
Mãe santa de Jesus Cristo,
Mãe da minha esperança,
porque és a humilde,
é pequenina,
a serva do Senhor
e minha Mãe!

Feliz Dia das Mães !!!

Autor: Carlos Roberto
Enviado por: Helenice Lima Santos Cravo

MÃE DAS MÃES

por Iara Melo

Virgem Maria
A Senhora nos é
A Mãe das Mães
Recebeu grandiosa missão
Conceber filho de Deus
Lutou como Mãe Maior
Defendeu seu rebento
A tudo silenciou
e suportou
Ensinou-nos a amar sem egoísmo
É exemplo de virtudes
Bondade,
Fortaleza, fé, devoção
De tão grandiosa
Tornou-se inúmeras
Denominam-na da forma
Revelada
Do Socorro assistido,
Virgem de Fátima revelou-se
Aconselhando, pedindo...
Nossa Senhora Aparecida
Apareceu,
Nossa Senhora do Perpétuo Socorro
Socorreu,
Nossa Senhora das Graças
Concedeu,
Do Amparo, da Anunciação,
Da Conceição, Das Dores...
Mãe Rainha!
Grandioso amor seu
Multiplicou-a em todas as nossas
Horas de necessidade,
Senhora Mãe Santíssima
Agradeço o socorro, o amparo
A graça, o exemplo que nos deu
Mãe das Mães,
Sigamos o Seu exemplo
Amemos uma centelha que seja
Do Seu incontestável Amor,
Santíssima Virgem Maria,
Abençoados somos filhos Seus.

Portugal, maio de 2005

ADMIRÁVEIS MÃES NOSSAS

por Iara Melo

Mãe
É abnegação
É entrega
É virtude
É doação ímpar,
Não havendo adjetivos
Qualitativos suficientes
Para descrever-te Mãe,
Tens a minha máxima admiração
O meu carinho infinito
Tu acalentas tua cria
Deslumbras olhares aos que conseguem
Captar a força do amor que emanas
Até aos insensíveis consegues emocionar,
Admirável ÉS
És força e magia inigualáveis
És criação Perfeita,
Divina!!!
Chegam-me lágrimas aos olhos
Por tentar definir-te
Não necessitas de palavras
Tu és todas áureas e belas
Grandeza e beleza universal
Tu és tudo o que há de bom:
Tu És MÃE!!!

Tenhas merecidamente,
junto aos teus filhos amados:

UM FELIZ DIA DAS MÃES!!!

Portugal, maio de 2005
ELAS...

* por Tom Coelho

“Não existe maneira de ser a mãe perfeita,
e há milhões de maneiras de ser uma boa mãe.”
(Jill Churchill)

Favela de Orlando MattosSão elas amarelas, brancas, negras.
Amarelas tal qual o brilho do sol,
Brancas feito a maciez da neve,
Negras como o mistério acolhedor da noite.

São elas biológicas ou adotivas.
Nas primeiras, cresce-se antes na barriga.
Nas demais, cresce-se permanentemente no coração.

São elas fortes, corajosas e tolerantes.
Resignam-se diante das transformações do corpo,
Superam a ansiedade da espera,
Suportam as dores do parto.

São elas provedoras e guardiãs.
Oferecem-nos o sustento nutrido a partir do colo,
Concedem-nos a segurança reconfortante
De braços e abraços.

São elas instrutoras, professoras, educadoras.
Instruem-nos o aprendizado,
Conduzem-nos pelos caminhos,
Professam-nos sua sabedoria.

São elas advogadas, engenheiras ou arquitetas,
Domésticas, executivas ou médicas,
Defendendo nossa integridade,
Edificando nosso caráter,
Planejando nosso futuro,
Curando nossas enfermidades,
Menos do corpo, mais da alma.

São elas referência e reverência,
São elas exemplos e opiniões,
São elas a nos trazer à vida,
Embora não possam nos dar, a vida.

São elas Anas e Marias,
Rosas e Patrícias,
São elas mulheres,
Elas são...

Mães!

* Tom Coelho presta esta homenagem à sua mãe, in memorian, e a todas as mulheres: as que já são mães, as que ainda serão e aquelas que mesmo não pretendendo ou podendo sê-las, sempre carregarão consigo a semente da maternidade.

Mães Más e Perversas...

Um dia, quando meus filhos forem crescidos o suficiente para entenderem a lógica que motiva os pais e as mães, eu hei de dizer-lhes:

"Eu os amei o suficiente para ter perguntado: onde vão, com quem vão e que horas regressarão;"

"Eu os amei o suficiente para não ter ficado em silêncio e fazer com que vocês soubessem que aquele novo amigo não era boa companhia;"

"Eu os amei o suficiente para os fazer pagar as balas que tiraram da mercearia e os fazer dizer ao dono: "Nós roubamos isso ontem e queríamos pagar";

Eu os amei o suficiente para ter ficado em pé junto de vocês 2 horas, enquanto limpavam o seu quarto; tarefa que eu teria realizado em 15 minutos;

Eu os amei o suficiente para os deixa ver, além do amor que eu sentia por vocês, o desapontamento e também as lágrimas nos meus olhos;

Eu os amei o suficiente para os deixar assumir a responsabilidade das suas ações, mesmo quando as penalidades eram tão duras que me partiam o coração;

Mais do que tudo, eu os amei o suficiente para dizer-lhes não, quando eu sabia que vocês poderiam me odiar por isso.

Essas eram as mais difíceis batalhas de todas. Estou contente, venci... porque no final vocês venceram também!

E qualquer dia, quando meus netos forem crescidos o suficiente para entenderem a lógica que motiva os pais e as mães, meus filhos vão lhe dizer quando eles lhes perguntarem se a sua mãe era má:

"Sim... Nossa mãe era má e perversa. Era a mãe mais má do mundo. As outras crianças comiam doces no café e nós tínhamos de comer cereais, ovos e torradas. As outras crianças bebiam refrigerante e comiam batatas fritas e sorvete no almoço e nós tínhamos de comer arroz, feijão, carne, legumes e frutas. E ela obrigava-nos a jantar à mesa, bem diferente das outras mães, que deixavam os filhos comerem vendo televisão. Ela insistia em saber onde nós estávamos a toda hora. Era quase uma prisão. Mamãe tinha que saber quem eram  nossos amigos e o que nós fazíamos com eles.

Insistia que lhe disséssemos que íamos sair, mesmo que demorássemos só uma hora ou menos.

Nós tínhamos vergonha de admitir, mas ela violou as leis do trabalho infantil. Nós tínhamos de lavar a louça, fazer as camas, lavar a roupa, aprender a cozinhar, aspirar o chão, esvaziar o lixo e todo o tipo de trabalhos cruéis. Eu acho que ela nem dormia a noite, pensando em coisas para nos mandar fazer. Ela insistia sempre conosco para lhe dizermos a verdade, apenas a verdade. E quando éramos adolescentes, ela até conseguia ler os nossos pensamentos. A nossa vida era mesmo chata. Ela não deixava os nossos amigos tocarem a buzina para que saíssemos.

Tinham de subir, bater à porta para ela os conhecer. Enquanto todos podiam sair à noite com 12, 13 anos, nós tivemos de esperar pelos 16. Por causa da nossa mãe, nós perdemos imensas experiências da  adolescência .

Nenhum de nós esteve envolvido com drogas, em roubos, atos de vandalismo, violação de  propriedade, nem fomos presos por nenhum crime. Foi tudo por causa dela.

Agora já saímos de casa, nós somos adultos, honestos e educados, estamos a fazer o nosso melhor para sermos "pais maus", tal como a nossa mãe foi.

Eu acho que este é um dos males do mundo hoje:
Não há suficientes mães más e perversas como a minha!

( Colaboração de Wagner Carminatti )

VOLTA AO TOPO - VOLTAR PÁGINA


Vou me deitar...

A Mãe e o Pai estavam na sala assistindo televisão, quando a Mãe disse:
- Estou cansada e já é tarde. Vou me deitar.

Foi à cozinha fazer uns sanduíches para o almoço do dia seguinte na escola, passou uma água nas taças das pipocas, tirou carne do freezer para o jantar do dia seguinte, confirmou se as caixas dos cereais não estavam vazias, encheu o açucareiro, pôs tigelas e talheres na mesa e preparou a cafeteira do café para estar pronta para ligar no dia seguinte. Pôs ainda umas roupas na máquina de lavar, passou uma camisa a ferro e pregou um botão que estava caindo. Guardou umas peças do jogo que ficaram em cima da mesa e pôs a agenda do telefone no lugar dela. Regou as plantas, despejou o lixo, e pendurou uma toalha para secar.  Bocejou, espreguiçou-se e foi para o quarto. Parou ainda na secretária e escreveu uma nota para o professor, pôs num envelope o dinheiro para uma visita de estudo, e apanhou um caderno que estava caído debaixo da cadeira.

Assinou um cartão de parabéns para uma amiga, selou o envelope e fez uma pequena lista para o supermercado.   Colocou ambos perto da carteira.

Nessa altura o Pai disse lá da sala:
- Pensei que você tinha ido deitar"
- Estou a caminho, respondeu ela.

Pôs água na tigela do cão e chamou o gato para dentro de casa. Certificou-se que as portas estavam fechadas. Espreitou para o quarto de cada um dos filhos, apagou a luz de um candeeiro, pendurou uma camisa, atirou umas meias para o cesto da roupa suja e conversou um bocadinho com o filho mais velho que ainda estava estudando. Já no quarto, acertou o despertador, preparou a roupa para o dia seguinte e arrumou os sapatos. Depois lavou o rosto, passou creme, escovou os dentes e acertou uma unha partida.

A essa altura, o pai desligou a televisão e disse:
- Vou me deitar. E foi... sem mais nada... deitou-se ao lado dela e adormeceu...
-------------------------------------------------------------
Notam aqui alguma coisa de extraordinário? E ainda perguntam porque é que as mulheres vivem mais...?...   PORQUE SÃO MAIS FORTES E FEITAS PARA RESISTIR.   Divulguem isto às mulheres fantásticas que conhecem. Elas vão adorar. E para os homens também, pode ser que eles percebam alguma coisa...

VOLTA AO TOPO - VOLTAR PÁGINA


Retrato de Mãe...

Uma simples mulher existe que, pela imensidão de seu amor, tem um pouco de Deus e muito de anjo pela incansável solicitude dos cuidados seus.

Uma mulher que, ainda jovem, tem a tranqüila sabedoria de uma anciã, na velhice, o admirável vigor da juventude; se de pouca instrução, desvenda com intuição inexplicável os segredos da vida e se muito instruída age com simplicidade de menina.

Uma mulher que, sendo pobre, tem como recompensa a felicidade dos que ama, e quando rica, todos os seus tesouros daria para não sofrer no coração a dor da ingratidão .

Uma mulher que, sendo forte, estremece com o gemido de uma criança e, sendo frágil, consegue reagir com a bravura de um leão.

Uma mulher que, enquanto viva, não lhe damos o devido valor porque ao seu lado todas as dores são esquecidas; entretanto, quando morta, daríamos tudo o que somos e tudo o que temos para vê-la de novo ao menos por um só momento, receber dela um só abraço, e ouvir de seus lábios uma só palavra. Dessa mulher não me exijas o nome, se não quiseres que turve de lágrimas esta lembrança, porque... já a vi passar em meu caminho. Quando teus filhos já estiverem crescidos, lê para eles estas palavras. E, enquanto eles cobrem a tua face de beijos, conta-lhes que um humilde peregrino, em paga da hospedagem recebida, deixou aqui para todos o esboço do retrato de sua própria mãe.

Tradução do original de D.Ramón Angel Jara
Bispo e Orador Chileno

VOLTA AO TOPO - VOLTAR PÁGINA


Obrigado Senhor!

Obrigado , Senhor , pela mãe que você me deu ...

... por todas as Mães do mundo
... pelas mães brancas , de pele alvinha ...
... pelas pardas , morenas ou bem pretinhas ...
... pelas ricas e pelas pobrezinhas ...
... pelas mães-titias , pelas mães-vovós , pelas madrastas-mães ...
... pelas professoras-mães ...
... pela mãe que embala ao colo o filho que não é seu ...
... pela saudade querida da mãe que já partiu ...
... pelo amor latente em todas as mulheres , que desperta ao sentir desabrochar em si uma nova vida
... pelo amor , maravilhoso amor que une mães e filhos ...

Eu lhe agradeço , Senhor !

VOLTA AO TOPO - VOLTAR PÁGINA


De umbigo a umbiguinho

Muito antes de nascer
Na barriga da mamãe já pulsava sem querer
O meu pequenino coração
                 Que é sempre o primeiro a ser formado

Nesta linda confusão
Muito antes de nascer
Na barriga da mamãe
Já comia pra viver
Cheese Salada , bala ou bacalhau
Vinha tudo pronto e mastigado
No cordão umbilical

Tanto carinho , quanta atenção
Colo quentinho
Ah ! Que tempo bom !
De umbigo a umbiguinho
Um elo sem fim
Num cordãozinho da mamãe pra mim

Muito antes de nascer
Na barriga da mamãe começava a conviver
Com as mais estranhas sensações
Vontade de comer de madrugada
Marmelada ou camarões

Muito antes de nascer
Na barriga da mamãe me virava pra escolher
A mais confortável posição
São nove meses sem se fazer nada
Entre água e escuridão

Tanto carinho , quanta atenção
Colo quentinho
Ah ! Que tempo bom !
De umbigo a umbiguinho
Um elo sem fim
Num cordãozinho da mamãe pra mim

Disco : Canção de todas as crianças , de Toquinho e Elias Andreatto

VOLTA AO TOPO - VOLTAR PÁGINA


Nota de Agradecimento

Como já mencionado, este é um site cultural e a  publicação de textos tem a única intenção de mostrar quão rica é a literatura mundial e levar aos usuários da Internet um pouco mais de cultura e conhecimento dos mais variados assuntos.

Agradecemos aos editores dos autores aqui citados a permissão para mencionar trechos ou partes de suas obras. Informamos que mantivemos fiel transcrição de suas publicações originais.  Se houver interesse, há espaço reservado para links ou anúncios de suas empresas. Muito Obrigado!

NPDBRASIL Empreendimentos
( Dermeval P. Neves )

Página Inicial
Quem Somos
Internet Fácil
Páginas Web
Cursos NPDBRASIL
Guia de Compras
Parcerias e Links
Recomende o site
Envie para amigos
 
Religião - Católica
Arte & Cultura
   Literatura
   Contos e Crônicas
   PORTAL CEN
   Galeria de Artistas
   Teatro
   Fotos Inspiradoras
Curiosidades
Humor
AMIGOS NPDBRASIL
COM MEUS BOTÕES
LIÇÕES DE VIDA
Bate-Papo NPD
Forum NPDBRASIL
Galeria de Fotos
Últimas Notícias
Downloads
 
Política de Privacidade
Direitos Reservados
MAPA DO SITE
Fale conosco
Enviar e-mail
 
Encerra Visita
 

Voltar


Imprimir

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VOLTA AO TOPO DA PÁGINA...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VOLTA AO TOPO DA PÁGINA...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VOLTA AO TOPO DA PÁGINA...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VOLTA AO TOPO DA PÁGINA...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VOLTA AO TOPO DA PÁGINA...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VOLTA AO TOPO DA PÁGINA...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VOLTA AO TOPO DA PÁGINA...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VOLTA AO TOPO DA PÁGINA...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VOLTA AO TOPO DA PÁGINA...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VOLTA AO TOPO DA PÁGINA...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VOLTA AO TOPO DA PÁGINA...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VOLTA AO TOPO DA PÁGINA...


Voltar
Página Inicial | Arte e Cultura | Literatura | Religião | BOLETIM MENSAL

Parceiros | Política de Privacidade | Contato | Mapa do Site
VOLTA AO TOPO DA PÁGINA...
Design DERMEVAL NEVES - © 2003 npdbrasil.com.br - Todos os direitos reservados.